Convidar o cotonicultor a“Experimentar o Futuro” é a estratégia da Syngenta para atrair a atenção dos cerca de 1,8 mil participantes esperados para a décima segunda edição do Congresso Brasileiro do Algodão (CBA) - promovido pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), com apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e apoio científico da Embrapa, a ser realizado entre 27 e 29 de agosto, em Goiânia. Este ano, um dos destaques da companhia será o novo inseticida Ampligo Pro, voltado para controle do complexo de lagartas e ácaros.

De acordo com o gerente de Mercado de Algodão, Marcio Trento, a base do conceito deExperimentar o Futuroé disponibilizar ao cotonicultor “todas as nossas soluções para a cultura do algodão. Vale destacar, entre elas, o Ampligo Pro, e também o serviçoStrider Protector, que oferece um controle mais eficiente de pragas e doenças, agregando gestão sustentável ao uso de defensivos”, afirma Trento. Outra novidade, segundo o gerente, será a extensão doManejo ConscienteSyngentaà cultura do algodão. “Tratam-se de dez princípios fundamentais para realizar o manejo do cultivo de forma adequada e sustentável”, revela.

Compromisso

Para Marcio Trento,o Congresso Brasileiro do Algodão é de extrema relevância para a cadeia produtiva da pluma. “Ele congrega todos os elos e fomenta discussões sobre novas tecnologias e cenários, em prol da melhor qualidade da fibra e, consequentemente, do desenvolvimento da cotonicultura brasileira.Garantir a participação daSyngentano congresso é nosso compromisso em oferecer as melhores soluções e tecnologias para que o produtor possa ter ferramentas necessárias para realizar o manejo de forma adequada e sustentável, garantindo, assim, um algodão de qualidade para o consumidor final”, afirma, ressaltando a importância da Abrapa ao longo dos seus 20 anos para o fortalecimento do setor.“A realização do Congresso Brasileiro do Algodão é uma importante data no calendário das empresas e dos produtores que pretendem produzir de forma mais rentávele sustentável”, conclui.

“O 12º CBA terá um significado muito importante para nossa associação, pois vai celebrar a passagem de duas décadas de trabalho constante, arrojado e inovador para tornar possível não só a retomada da atividade, que, à época da fundação da Abrapa, estava quase extinta no Brasil, como a elevação do país de um grande importador de pluma, ao posto de segundo maior exportador mundial. Sem empresas como a Syngenta, isso não seria possível. Por isso é tão significativo tê-la sempre no nosso congresso”, diz Milton Garbugio, presidente da Abrapa.

Imprensa Abrapa/ 12ºCBA

Catarina Guedes – Assessora de Imprensa

(71) 98881-8064