Ainda faltam muitos meses para o 12º Congresso Brasileiro do Algodão (12º CBA), mas a JH Sementes, empresa localizada no município baiano de Correntina, já prepara a estratégia para estrear em grande estilo no evento. Esta é a primeira vez que a companhia participa do Congresso com um estande, embora seu time não perca uma só edição, desde o princípio.O CBA tem à frente a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e é o maior encontro da cadeia produtiva do algodão no Brasil. Em 2019, ele será realizado no Centro de Convenções de Goiânia, entre os dias 27 e 29 de agosto, e tem como tema central “A cotonicultura como vitrine para a agricultura do amanhã”.

De acordo com o diretor comercial da JH Sementes, o engenheiro agrônomo Nilton Souza, além do fato do congresso ficar maior e melhor a cada ano, a escolha por Goiânia para ser a sede da décima segunda edição foi determinante para a decisão de se tornarem expositores. “Geograficamente, o CBA vai acontecer próximo dos principais polos de produção de algodão. Isso contribui para a presença forte dos produtores”, argumenta Souza. Ele diz ainda que a relevância dos temas que são debatidos, a seriedade e a organização também tiveram peso na hora de fechar o contrato. “Temos certeza de que será um ótimo investimento”, afirma.

O presidente do 12º CBA e vice-presidente da Abrapa, Milton Garbugio, relembra que a quase totalidade dos espaços disponíveis para expositores foi reservada já no lançamento, que aconteceu entre os dias 21 e 23 de agosto deste ano em São Paulo. “Ficamos muito felizes com o resultado, principalmente, quando vemos o interesse de empresas que estão participando pela primeira vez, como a JH Sementes. Temos certeza de que a companhia terá uma experiência positiva, alcançando os seus objetivos no CBA”, conclui Garbugio.

10.10.2018
Imprensa 12º CBA
Catarina Guedes – Assessora de Imprensa
(71) 9 8881-8064


www.abrapa.com.br

A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) reuniu representantes da cadeia produtiva da fibra, em São Paulo, no lançamento do 12º Congresso Brasileiro do Algodão (12º CBA). Foram três dias de atividades, de 21 a 23 últimos, divididos entre jornadas de reuniões individuais com possíveis patrocinadores e um coquetel de lançamento para 60 pessoas, no qual a associação apresentou os números da edição anterior do congresso. O 12º CBA será realizado de 27 a 29 de agosto de 2019, no Centro de Convenções de Goiânia/GO.

A iminência de uma safra recorde, estimada em 2,26 milhões de toneladas de pluma elevou a projeção da Abrapa para o congresso. De acordo com o presidente do 12º CBA, Milton Garbugio, a meta dos organizadores é reunir 1,5 mil congressistas em 2019, contra 1,4 mil participantes em 2017. "Essa é uma projeção bem conservadora, pois o algodão brasileiro está experimentando uma fase muito auspiciosa, depois de alguns anos de retração de área e queda de produção. O clima foi favorável; as pragas, que num passado recente comprometeram a produtividade, estão sob controle e acabamos de subir mais um degrau no ranking dos maiores exportadores mundiais, ficando, já na safra em curso, em terceiro lugar. Acreditamos que todos esses fatores animarão patrocinadores e público a participar", afirmou Garbugio.

Como nas edições anteriores, o evento contará com uma vasta programação de plenárias, minicursos e mesas-redondas, abordando as mais importantesquestões do setor. "Apesar da similaridade na forma, cada CBA é único, pela sua capacidade de evoluir no tempo, sempre em dia com as mudanças tecnológicas que estão acontecendo no agro", argumenta Arlindo Moura, que presidiu o congresso em 2017. Naquela ocasião, a Abrapa contabilizou 25 patrocinadores e expositores, 94 palestrantes, entre nacionais e internacionais, e 190 trabalhos científicos inscritos. Moura enfatiza que o CBA é o maior acontecimento da cotonicultura brasileira, sendo oportunidade de adquirir informação, fazer relacionamentos e prospectar negócios. "Mas uma das mais importantes funções do congresso é ajudar o produtor na decisão de compras de tecnologias, dentre as inúmeras ofertas de um mercado cada vez mais aquecido", conclui.

23.08.2018
Imprensa Abrapa
Catarina Guedes - Assessora de Imprensa
(71) 9 8881-8064

www.abrapa.com.br