ABC promoverá cooperação para o desenvolvimento do algodão durante 13º CBA

ABC - Africanos conhecem fazenda de algodão

Com ativa atuação no desenvolvimento da cotonicultura na América Latina, Caribe e África, a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) não poderia ficar de fora do 13º Congresso Brasileiro do Algodão (CBA), que acontecerá entre os dias 16 e 18 de agosto de 2022 em Salvador/BA. A Agência, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), marca presença no evento desde sua 10º edição, em 2015.

Participamos com entusiasmo das edições desse que consideramos ser o mais importante encontro do setor no Brasil. É uma excelente oportunidade para divulgar as iniciativas brasileiras de cooperação técnica Sul-Sul para o fortalecimento da cadeia produtiva do algodão no País e no mundo”, afirma o Embaixador Ruy Pereira, Diretor da ABC.

Por meio do amplo portfólio de projetos voltados ao desenvolvimento da cotonicultura em países em desenvolvimento, as iniciativas vêm alcançando resultados de grande importância para o setor e conferindo visibilidade internacional ao algodão brasileiro, modelo para diversos países. A presença no CBA tem sido muito importante neste sentido, de acordo com o Embaixador Ruy Pereira, pois possibilita atrair a colaboração de variados atores dos setores público e privado para a implementação dos projetos de cooperação do Brasil.

Na última edição do Congresso, a ABC recebeu, em seu estande, representantes dos setores público e privado e pesquisadores de 22 países parceiros, para intercâmbio de experiências e participação em painéis temáticos. A Agência também organizou um evento paralelo sobre a certificação na cadeia produtiva de algodão, em conjunto com a Abrapa e agências especializadas da ONU.

Patrocinador cota bronze do 13º CBA, a ABC mais uma vez promoverá espaços de intercâmbio de experiências e boas práticas e de fortalecimento de capacidades, para o desenvolvimento do algodão. “Participar do Congresso Brasileiro do Algodão é uma oportunidade sempre renovada para celebrar e compartilhar com os principais atores do setor algodoeiro os resultados, para todos valiosos, que alcançamos com mais de 20 projetos internacionais de cooperação técnica para o desenvolvimento do setor algodoeiro”, afirma Ruy Pereira.

Sobre a ABC

A Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores (MRE), foi criada em 1987 para planejar, coordenar, negociar, aprovar, executar, acompanhar e avaliar, no âmbito nacional, programas, projetos e atividades de cooperação humanitária e técnica para o desenvolvimento em todas as áreas do conhecimento, do País para o exterior e do exterior para o País, sob os formatos bilateral, trilateral ou multilateral.

No setor algodoeiro, a ABC desenvolve programas e projetos em 22 países em desenvolvimento na África e na América Latina, e também no Haiti, implementados em parceria com 13 instituições brasileiras e agências especializadas da Organização das Nações Unidas, com financiamento do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). Ao todo, são 45 iniciativas que contribuem para o fortalecimento da cadeia produtiva de algodão e ampliam seu impacto positivo nos eixos econômico e social dos países parceiros.

Leave a comment

X